Aspartame Faz Mal? Diabéticos, Na Gravidez e Coração

Quer saber se aspartame faz mal? Veja as informações que disponibilizamos a você. Os adoçantes servem para substituir o açúcar para as pessoas que não podem consumir o ingrediente, oferecendo um gostinho doce nos alimentos que são colocados, sem que os níveis de glicose em seu sangue aumentem.

Por se tratar de um composto que possui menos quantidade de calorias, ele também é usado por pessoas que querem perder ou permanecer com seu peso.

Você provavelmente já notou uma quantidade elevada de adoçantes nas prateleiras dos supermercados. Mas será que o adoçante aspartame pode substituir o açúcar nas refeições? Continue lendo nosso texto e descubra tudo sobre o assunto. Veja se o aspartame é ou não saudável para você!

Aspartame 2

Aspartame Faz Mal?

Como já citado, o aspartame é um tipo de adoçante artificial e pode prejudicar as pessoas que possuem diagnóstico na doença genética chamada de fenilcetonúria, pois apresenta um componente em sua composição chamado de aminoácido fenilalanina. Ou seja, é proibido nos casos de fenilalanina.

Também está ligado nos casos de dores de cabeça, náuseas, diabetes, tontura, entre outros sintomas, que é causado pelo uso excessivo de aspartame. E em estudos feitos em ratos, foram analisados o aparecimento de câncer. Portanto, o aspartame faz mal nessas situações.

Diabéticos

Costumam ser utilizados pelos diabéticos, para que possam substituir o uso do açúcar em suas refeições. Mas é necessário que eles escolham o produto adequado, já que na hora de comprar é comum observar uma grande quantidade de variações de produtos. Para os especialistas, as melhores opções são as que possuem base em ciclamato, esteviosídeo, aspartame, sacarina, sucralose e acessulfame-k.

Gravidez

As mulheres em fase reprodutivas utilizam bastante os adoçantes. Existem poucas informações sobre o uso deles na gestação, e quais podem ser os efeitos sobre o feto. Portanto, devido pelas informações escassas e sua potencialidade cancerígena em animais, o ciclamato e a sacarina devem ser evitados.

Estão sendo feitos vários estudos sobre o que o aspartame causa durante a gravidez, sendo realizado em animais, é considerado seguro durante a gestação (risco B), menos para as mulheres com homozigotas para fenilcetonúria (risco C).

Aspartame

A sucralose e acessulfame-k não são tóxicos, nem cancerígenos ou mutagénicos nos animais, porém não há estudos controlados para os humanos. Mas como esses dois não são produtos metabolizados, é improvável que apresente riscos durante a gestação (risco B).

Ou seja, segundo as evidências, o aspartame pode ser consumido tranquilamente durante a gestação.

Coração

Segundo os especialistas, o aspartame pode ser usado por todas as pessoas, isso inclui as mulheres grávidas e as crianças. Mas não pode ser utilizado por pessoas portadoras de fenilcetonúria, já que elas são incapazes de metabolizar a fenilalanina, uma substância que está presente no aspartame.

É importante ressaltar que o consumo exagerado de adoçante causa problemas no coração.

Vale lembrar que o adoçante não possui efeito emagrecedor. E as principais fontes utilizadas pelos brasileiros, estão presentes em bebidas de baixa caloria, como o refrigerante e sucos, além de adoçantes de mesa.

Gostou das dicas? Compartilhe conosco a sua opinião!

Veja Também

RECEBA NOSSAS NOVIDADES
SIGA O INCRÍVEL SAÚDE
© 2020 - Incrível Saúde