Ranitidina Antak: O que é, Para que Serve, Bula!

A Ranitidina Antak é um dos medicamentos mais comuns para o tratamento de problemas gástricos. Antak, no caso, é seu nome comercial. Ele é bem popular e acessível, fácil de ser encontrado em qualquer farmácia.

Como qualquer outro medicamento, este também possui suas indicações, contraindicações, possíveis efeitos colaterais e posologia.

Neste conteúdo, iremos abordar os tópicos principais sobre a ranitidina, incluindo seu mecanismo de ação e a maneira correta de fazer uso deste medicamento.

Para que serve a Ranitidina?

A ranitidina Antak é um medicamento muito usado para tratar problemas de estômago, como úlceras e gastrites. Ela também é usada no tratamento de úlceras no duodeno e no controle da acidez estomacal.

ranitidina antak 1

Este medicamento é uso para a correção de complicações relacionadas ao refluxos dos ácidos do estômago para a região do esôfago, complicações também conhecidas como esofagites.

Além disso, ela pode ser usada para o tratamento de úlceras que se formam após uma cirurgia e também para o tratamento da infecção bacteriana causada pela Helicobacter Pylori.

A ranitidina também é indicada não só para tratar, mas também para prevenir ulcerações no estômago correlacionadas ao uso de medicações contra inflamações, e também relacionadas ao estresse, principalmente em pacientes graves.

Além do mais, a ranitidina Antak também é indicada para o tratamento de azias e problemas como indigestão alimentar.

Contraindicações da Ranitidina Antak

Este medicamento não posse ser consumido por gestantes e por mulheres em fase de amamentação. Não há estudos que comprovem a passagem do medicamento pelo leite, porém, ainda assim, ele não é indicado.

Se você tem a intenção de engravidar, o uso da ranitidina também não é indicado, assim como pessoas alérgicas à esse medicamento.

Antes de começar o tratamento com a ranitidina, descarte a possibilidade de você estar com tumores gástricos, pois o uso deste medicamento pode camuflar os sintomas do tumor, colaborando para a evolução deste.

Pacientes com complicações nos rins, principalmente insuficiência renal aguda ou crônica, devem consultar um médico para não correr o risco de uma possível superdosagem desta medicação.

Pessoas em tratamento para Diabetes ou fazendo uso de imunossupressores tem o risco aumentado para o desenvolvimento de pneumonia. Portanto, para esse grupo, é indispensável a supervisão de um médico especialista.

Mecanismo de ação

A ação esperada da ranitidina, é a redução da fabricação de ácidos estomacais, mesmo quando estes são estimulados por alimentos e substâncias ingeridas.

Sendo assim, a redução do ácido colabora para fechamento das feridas ulcerativas no estômago e duodeno, impedindo também refluxos esofágicos (esofagite).

ranitidina antak 2

Posologia

A ranitidina pode ser tomada em forma injetável, em forma de comprimidos ou como xaropes.

Comprimidos: Para úlceras no duodeno e gástricas ou refluxos no esôfago, é indicada a dose de 150 mg, duas vezes por dia, ou uma só dose de 300 mg uma só vez no período da noite.

Xaropes: Os xaropes também são indicados para úlceras e refluxos, com doses de 300 mg uma vez pela noite ou 150 mg duas vezes ao dia.

Injetável: Em sua forma injetável, a ranitidina só pode ser feita sob supervisão profissional, pois é um medicamento intravenoso.

Geralmente, a sua forma em comprimidos é indicada para adultos e o xarope, para crianças, não passando da dosagem de 300 mg diárias.

A ranitidina pode ser tomada pela manhã, após o café da manhã e pela noite, após o jantar, sempre priorizando os horários logo após uma refeição.

Além disso, o comprimido não pode ser diluído, cortado ou consumido em forma de farelo. Consuma apenas da forma convencional, ingerindo com líquidos.

Interações medicamentosas

Se você estiver fazendo o uso de outros remédios ou está em tratamento para uma outra enfermidade, o seu médico precisa ser comunicado para que as doses sejam reorganizadas de acordo com as suas necessidades.

Medicamentos como:

  • Clonazepam, midazolam e alprazolam: usados contra ansiedade e insônia.
  • Propranolol: usado no tratamento contra a hipertensão.
  • Delavirdina e atazanavir: Retrovirais usados para pessoas em tratamento contra a AIDS.
  • Lidocaína: Medicamento anestesiante.
  • Antiácidos: Os antiácidos podem impedir a ação da ranitidina.
  • Glipizida e tolbutamida: Medicamentos usados para baixar a glicemia em diabéticos, associados à ranitidina, podem causar uma hipoglicemia acentuada.

O que fazer quando esquecer de tomar a medicação?

Em caso de esquecimento do horário da dose, você pode tomar assim que lembrar, e continue seguindo com os horários tratamento normalmente.

Caso você se lembre num horário muito próximo à outra dose, pule a anterior e tome a próxima. Jamais tome duas doses de ranitidina ao mesmo tempo para compensar a dose não tomada.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais são incomuns, pois esse medicamento normalmente é bem aceito.

Entretanto, é importante ressaltar possíveis reações como:

  • Sensação de cansaço e fraqueza;
  • Aperto no peito;
  • Inchaço na região dos olhos;
  • Edema na boca;
  • Edemas nos lábios;
  • Hipertermia;
  • Língua edemaciada;
  • Pele seca, podendo aparecer fissuras
  • Cefaleia;
  • Alergias na pele;
  • Falta de apetite;
  • Dores abdominais;
  • Batimentos cardíacos enfraquecidos ou desregulares;
  • Visão turva.

Cuidados antes de consumir a Ranitidina

Todo medicamento deve ser prescrito pelo médico, e com a ranitidina não é diferente.

Antes de optar por esse remédio, fale com um profissional e faça exames para garantir que não há a presença feridas ulcerativas no estômago.

Caso haja, você poderá observar sinais como, náuseas, sentir o estômago pesado depois de qualquer refeição e, sendo assim, a ingestão do medicamento não é indicada.

Também devem ser respeitadas a dosagem prescrita pelo médico, assim como os horários de cada dose. O tratamento também não deve ser parado sem supervisão médica.

Em caso de ingestão de uma dose maior do que a prescrita, vá ao pronto socorro mais perto e relate o ocorrido. Lembre-se de levar a bula e a caixa do medicamento.

ranitidina antak 3

Dicas finais

O principal cuidado que qualquer pessoa deve tomar ao optar por uma medicação é saber se seu corpo está apto para receber tal remédio.

Tanto problemas de saúde quanto interações medicamentosas, podem causar ainda mais complicações e ser prejudicial para a sua saúde.

Portando, mesmo que a ranitidina seja uma medicação acessível, não deixe de consultar um médico para que não ocorra nenhuma complicação.

Gostou das dicas? Compartilhe conosco a sua opinião!

Veja Também

RECEBA NOSSAS NOVIDADES
SIGA O INCRÍVEL SAÚDE
© 2020 - Incrível Saúde