Ciprofloxacino: O que é, Para que Serve, Bula!

O ciprofloxacino é muito utilizado como o antibiótico de primeira escolha para vários tipos de infecções e também prevenção contra infecções.

Assim como todo antibiótico, seu uso só é permitido a partir de indicação e controle médico.

Neste conteúdo, vamos analisar para que esse medicamento é usado, quais são seus efeitos adversos, suas contraindicações, assim como sua posologia e interações medicamentosas.

Para que serve o Ciprofloxacino?

Este medicamento é recomendado para o tratamento de algumas infecções vulneráveis ao ciprofloxacino.

ciprofloxacino 1

Entre as infecções podemos citar as seguintes:

  • Sinusite;
  • Infecções do trato urinário;
  • abdominais;
  • dermatológicas;
  • Infecções do tecido ósseo;
  • Infecção nos aparelhos reprodutores femininos e masculinos (como infecção ovariana e tubária, gonorréia e prostatite);
  • Otite;
  • Infecções articulares;
  • Infecções oculares;
  • Pneumonia (na maioria dos casos, o ciprofloxacino não é a primeira escolha de tratamento para a pneumonia, porém, pode ser indicado em alguns casos);
  • Infecções generalizadas;
  • Tratamento de pacientes que fazem uso de imunossupressores.

ciprofloxacino 3

O ciprofloxacino também pode ser usado não só para o tratamento, mas também para a prevenção de infecções, como por exemplo, pacientes que estão com comprometimento em seu sistema imune.

Também pode ser usado para pacientes com a quantidade diminuída de leucócitos na corrente sanguínea.

Posologia

A posologia pode variar, dependendo da pessoa a ser tratada, se é adulto ou criança ou se for homem ou mulher.

Pode depender também da gravidade e do problema a ser tratado.

  • Cistite feminina: 1 única dose de 250 mg
  • Infecção urinária aguda simples: 250 mg, 1 ou 2 vezes ao dia
  • Infecção urinária complicada: 2 vezes ao dia de 250 a 500 mg
  • Gonorreia: 1 única dose de 250 mg
  • Infecções respiratórias: 2 vezes ao dia de 250 a 500 mg
  • Infecções muito graves: Doses 2 vezes ao dia de 750 mg
  • Outros tipos de infecções: Doses 2 vezes ao dia de 500 mg

Efeitos colaterais

Assim como toda medicação, o ciprofloxacino também pode causar alguns efeitos colaterais, entretanto, isso pode variar pois nem todo mundo sofre esses eventos.

Lembrando que, ao sentir qualquer reação, como alergias, vermelhidão, coceiras, inchaço em qualquer parte do corpo, principalmente olhos, língua e lábios, o uso do medicamento deve ser bloqueado e deve-se procurar um hospital com urgência.

ciprofloxacino 2

Entre os efeitos colaterais, estão:

  • Urticárias;
  • Hipertermia;
  • Indigestão;
  • Náuseas e vômitos;
  • Desconfortos abdominais;
  • Redução do apetite;
  • Cefaléia;
  • Sonolência;
  • Enxaqueca;
  • Flatulências;
  • Diarréia;
  • Aumento dos eosinófilos na corrente sanguínea;
  • Diminuição das hemácias no sangue (anemia);
  • Rebaixamento da pressão arterial;
  • Aumento ou diminuição de açúcares no sangue;
  • Vertigem.

Vale ressaltar que, todos os efeitos colaterais são incomuns ou raros, porém, não pode ser excluída a possibilidade de ocorrência para eles.

Efeitos colaterais em idosos

Pacientes idosos são potencialmente mais vulneráveis às medicações no geral, portanto, alguns cuidados precisam ser tomados a fim de evitar complicações.

Para esse grupo, o indicado é que sejam prescritas as menores doses possíveis, conforme suas necessidades e o nível de complexidade do problema tratado.

A condição renal do paciente idoso também precisa ser observada antes do uso do ciprofloxacino.

Também deve ser considerada as medicações que o paciente idoso faz uso, pois pode ocorrer interações medicamentosas.

Alguns efeitos colaterais nos idosos são:

  • Tendinite;
  • Rompimento do tendão.

Na principal suspeita desses casos, o uso do ciprofloxacino deve ser interrompido imediatamente.

Gravidez e amamentação

Em caso de gravidez e da amamentação, é sempre importante verificar se a medicação pode ser usada nesse período, pois muitos medicamentos não são autorizados e podem causar algum dano.

Não foi comprovado a má formação fetal com o uso do ciprofloxacino, porém, não pode ser excluída a possibilidade desta medicação causar algum problema para a saúde do feto, principalmente nos tecidos cartilaginosos.

Da mesma forma, em mulheres que estão amamentando, as substâncias do ciprofloxacino podem passar para o bebê através da amamentação.

Portanto, nos dois períodos, tanto na gravidez, como na amamentação, não está indicado o uso deste medicamento.

Ciprofloxacino para crianças e adolescentes

O uso do ciprofloxacino em crianças e adolescentes é um pouco restrito e você deve estar atento à isso.

Nesses casos, este medicamento só é indicado para complicações como fibrose cística e de EPA ( exacerbação pulmonar aguda), em pacientes pediátricos de 5 a 17 anos.

A posologia para pediatria é de 20 mg por quilo corporal, sendo 2 doses ao dia, não ultrapassando o limite de 1.500 mg por dia, sendo o tempo para o tratamento de 10 dias até 2 semanas.

ciprofloxacino 4

Contraindicações

Tomar algum medicamento sem conhecer suas indicações e contraindicações pode ser muito perigoso, dessa forma, você deve se atentar para essas informações.

As contraindicações são:

  • Pessoas com histórico epilético (é possível que o ciprofloxacino ocasione uma convulsão);
  • Pessoas com problemas musculares como miastenia gravis;
  • Pacientes com doenças que afetam os nervos periféricos;
  • Portadores de problemas cardíacos, principalmente arritmias;
  • Gestantes e lactantes;
  • Crianças e adolescentes (somente em casos específicos orientados pelo pediatra).

Interação medicamentosa

Algumas medicações ou substâncias podem atrapalhar o efeito do ciprofloxacino ou causar alguma complicação em sua saúde.

Por isso, o correto é que você comunique ao seu médico se está fazendo uso de algum remédio ou até suplementos vitamínicos.

Remédios ou suplementos que tenham o ferro em sua composição, não devem ser tomados juntos à substância de ciprofloxacino, assim como cálcio e magnésio, pois diminuem os efeitos deste antibiótico.

O uso de antiácidos também não é indicado junto ao ciprofloxacino, exceto a ranitidina e a cimetidina.

Alguns medicamentos ou substâncias podem ter sua concentração aumentada na corrente sanguínea se tomados junto ao ciprofloxacino e, por isso, devem ser evitados, como por exemplo:

  • Teofilina
  • Tizanidina
  • Fenitoína
  • Ibuprofeno e outros anti-inflamatórios não esteroidais
  • Vitamina K
  • Varfarina
  • Clozapina

Alguns medicamentos usados para o controle da diabete também não são indicados para o uso em conjunto com o ciprofloxacino, pois podem acarretar em uma hipoglicemia, como:

  • Glibenclamida
  • Gliclazida
  • Glimepirida

ciprofloxacino 5

Dicas finais

Neste conteúdo, podemos observar os pontos mais importantes sobre o uso correto do antibiótico ciprofloxacino.

É importante ter a consciência de que uso de antibióticos jamais deve ser feito sem indicação e supervisão médica.

Em casos de ingestão inadequada desta medicação e reações adversas, não deixe de procurar atendimento médico com urgência.

Gostou das dicas e informações sobre o medicamento? Compartilhe conosco a sua opinião!

Veja Também

RECEBA NOSSAS NOVIDADES
SIGA O INCRÍVEL SAÚDE
© 2020 - Incrível Saúde