Emagrecer com reeducação alimentar: Dicas infalíveis!

Emagrecer com reeducação alimentar é o jeito mais fácil de atingir esse objetivo. A internet está cheia de dietas, receitas e métodos que prometem a perda de peso de maneira rápida, porém, uma das formas mais eficazes e simples para emagrecer, é a reeducação alimentar.

Já foi o tempo em que as pessoas ainda acreditavam que receitas milagrosas poderiam resolver seus problemas com a balança, pois já foi provado que uma dieta equilibrada e saudável pode proporcionar a boa forma.

A reeducação dos hábitos alimentares tem sido muito utilizada para emagrecer, e neste artigo, vamos ver de que forma isso pode ser possível e também algumas dicas para que você emagreça de forma simples e saudável.

emagrecer com reeducação alimentar 1

O que é reeducação alimentar?

Reeducar os hábitos alimentares, significa fazer mudanças na alimentação diária e também modificar pensamentos e comportamentos ligados à comida.

A reeducação alimentar ajuda em uma melhor compreensão sobre os impactos dos alimentos para a nossa saúde, tanto física quanto mental.

O melhor jeito de emagrecer mantendo a saúde, definitivamente não é aderindo às famosas dietas que afirmam que você irá emagrecer em 3 ou 7 dias. O emagrecimento saudável precisa de um pouco mais de tempo.

Quando educamos nossos hábitos alimentares, entendemos que existem alimentos que, momentaneamente podem proporcionar prazer ao paladar, porém, não servem para proporcionar a qualidade da saúde ideal.

Reeducar hábitos alimentares não quer dizer que ocorrerá a completa exclusão de um certo alimento, reeducar é apenas o equilíbrio entre uma vida saudável e os prazeres do paladar.

Como começar a reeducação alimentar?

O processo de reeducação alimentar é muito amplo, mas, deve-se começar pelo básico, que é mudar alguns comportamentos e pensamentos relacionados com os alimentos.

  • Evitar o consumo de alimentos industrializados e cozinhar mais em casa
  • Evitar a ingestão de sucos artificiais, assim como refrigerantes e beber apenas sucos naturais.
  • Beber pelo menos 2 litros de água por dia.
  • Comer mais devagar para facilitar a digestão dos alimentos.
  • Não ingerir sucos ou água durante as refeições em grandes quantidades.

Você já ouviu a frase “descasque mais e desembale menos”? Essa frase se aplica muito bem à essas dicas, pois ela quer dizer que, se quisermos ter saúde, precisamos consumir mais alimentos naturais e menos os industrializados.

emagrecer com reeducação alimentar 2

O que comer na reeducação alimentar?

A reeducação alimentar prioriza principalmente os alimentos naturais. Ou seja, alimentos caseiros sem conservantes ou corantes que fazem mal à nossa saúde.

Dessa forma, você está livre para comer todos alimentos que você preferir, desde que sejam feitos de forma saudável, ou seja, sem muita adição de açúcar refinado, sal e óleos.

Veja alguns exemplos:

  • Cereais: arroz branco, arroz integral, aveia, amaranto, trigo e centeio.
  • Leguminosas: feijões, lentilha, grão-de-bico, ervilha e amendoim.
  • Legumes: Abóbora, berinjela, brócolis, abobrinha, batata inglesa, batata doce, inhame, mandioca e couve-flor.
  • Verduras: Alface, agrião, couve, rúcula, espinafre e entre outras folhas.
  • Frutas: Melão, banana, melancia, maçã, uva, pêra, laranja, tangerina e limão.
  • Gorduras do bem: castanha de caju, óleo de coco, castanha do pará, azeite, semente de girassol, semente de linhaça, amêndoas, azeite e abacate.
  • Proteína animal: Ovos, carnes de boi, frango e peixes.
  • Laticínios: Queijos, leite, iogurtes.

O que não comer na reeducação alimentar?

Alguns alimentos precisam ser evitados para reeducar os hábitos alimentares. No dia-a-dia, estamos acostumados a comer alimentos rápidos e práticos de fazer, mas infelizmente, essa não é a maneira correta para se alimentar.

Esses alimentos rápidos e práticos, geralmente possuem muito sódio, corantes e conservantes que prejudicam a saúde e também colaboram para o ganho de peso.

Veja os alimentos que você precisa evitar:

  • Alimentos comprados prontos como: lasanha congelada, batata frita, nuggets e entre outras comidas prontas congeladas.
  • Produtos industrializados como: biscoitos, bolos, doces, pipoca de microondas, enlatados e macarrão instantâneo.
  • Bebidas como: refrigerantes e sucos industrializados.

Lembrando que, esses alimentos precisam apenas ser evitados, e não completamente excluídos da sua vida. A intenção da reeducação alimentar é que você coma de tudo de forma moderada.

Porém, quanto menos você consumir esses alimentos, melhores resultados você terá.

O problema está nos excessos

O processo de emagrecer com reeducação alimentar pode ser mais simples do que você imagina. Nós engordamos quando comemos além das calorias que precisamos diariamente.

Dessa forma, emagrecer, quer dizer ingerir menos calorias do que as calorias necessárias diárias.

Os alimentos prontos e industrializados são muito calóricos e, sendo assim, perdemos o controle do quanto de calorias estamos ingerindo por dia, acabando por ultrapassar o limite diário.

Mesmo com os alimentos saudáveis, ainda podemos engordar. Uma comida ser saudável não quer dizer que podemos comê-la descontroladamente, porque consequentemente, estaremos ingerindo mais calorias do que precisamos.

Por isso, precisamos nos atentar para os excessos de comida no geral, para que todos os alimentos sejam ingeridos na quantidade certa.

Vantagens da reeducação alimentar

Não tem efeito sanfona: O efeito sanfona ocorre por alguns motivos. Quando aderimos uma dieta muito restritiva, a tendência é, depois de um tempo, voltar a comer tudo que já comíamos antes, e dessa forma, engordamos de novo.

emagrecer com reeducação alimentar 3

Na reeducação alimentar não existe o efeito sanfona porque não existe restrição alimentar. Você ainda pode comer de tudo, porém, com moderação, pois como vimos, o problema está no excesso.

Perda de peso sem passar fome: A maior dificuldade das pessoas em relação a perda de peso, segundo pesquisas, é lidar com a fome. A maioria das dietas são muito restritivas e o organismo irá demorar até se adaptar.

Porém, para emagrecer com reeducação alimentar, você não precisa e nem irá passar fome. É permitido que você faça todas as refeições normalmente, desde que estejam dentro das suas calorias diárias.

Além disso, os alimentos que agora irão fazer parte de sua rotina, irão contribuir para que você emagreça de forma saudável, pois são ricos em fibras, proteínas e gorduras boas.

Esses nutrientes são importantes pois promovem saciedade ao organismo, ajudando no controle da fome.

Reeducação alimentar emagrece mesmo?

A maioria das pessoas que querem emagrecer, querem resultados rápidos, porém, se você está acima do peso, não será da noite para o dia que irá perder todos os quilos que têm a mais.

A reeducação alimentar emagrece sim, porém, é um emagrecimento de forma natural e gradativa e, pode demorar um pouco mais em comparação às dietas famosas.

É preciso ter calma e paciência para chegar nos seus resultados preservando a sua saúde.

Reeducação alimentar não é dieta!

Ainda existe a confusão entre a dieta e a reeducação alimentar, porém, elas são coisas completamente diferentes.

Em uma dieta existem muitas regras e restrições, já o objetivo da reeducação alimentar é fazer com que você tenha mais consciência alimentar, gerando assim, hábitos para uma vida mais saudável.

Outro ponto muito diferente, é que as dietas geralmente tem um prazo e um cardápio limitado pré definido. Ninguém faz dieta para sempre!

A reeducação alimentar é uma mudança no estilo de vida que não tem prazo de validade. Você adapta o seu corpo para novos sabores. Além de mudar os pensamentos sobre os alimentos certos que devem ser consumidos.

Reeduque seu paladar

Outra dificuldade muito comum com pessoas que querem emagrecer com a reeducação alimentar, é a reeducação do paladar.

Nem todo mundo ama legumes, frutas e verduras, e às vezes é preciso fazer um esforço grande para comer esses alimentos.

O ideal, é que você experimente cozinhar o alimento que você não gosta de outras maneiras. Se você não gosta de berinjela, tente fazê-la de uma outra forma, como assada com temperos que você gosta e um pouco de queijo.

Se você não gosta de cenoura, você pode acrescentá-la em seu suco de laranja para que o gosto não fique muito acentuado.

É normal essa nova adaptação, até que seu paladar acostume completamente com os novos sabores, pode demorar um tempo, mas não desista e continue apostando em receitas saudáveis, porém gostosas.

Planeje suas refeições

Planejar as suas refeições é um dos passos principais para que você consiga atingir bons resultados com a reeducação alimentar.

Imagine que, em dia qualquer, você chega em casa cansado (a) de um dia corrido e não tem nada para comer. As chances de você fazer um macarrão instantâneo prático ou colocar uma lasanha no microondas são enormes!

Agora, imagine que, no dia anterior, você planejou e separou todas as suas refeições do dia seguinte. Você vai ter opções prontas e saudáveis para que não corra o risco de comer qualquer comida.

Por isso o planejamento é tão importante, inclusive se você faz alguma refeição fora de sua casa. Separar marmitas para levar para o trabalho ou para outros lugares também é importante para que você não coma comidas na rua.

Separar potes com frutas cortadas, oleaginosas ou lanches saudáveis também ajuda nas pausas durante o dia.

Dicas finais

Neste conteúdo, vimos que reeducar os hábitos alimentares é a melhor forma de emagrecer comendo bem e respeitando sua saúde.

Não faça dietas que prometem milagres em poucos dias, isso pode ser muito prejudicial. Aposte no básico, que é a alimentação saudável.

Se não sabe montar um cardápio sozinho, procure um nutricionista para que você atinja seus resultados de forma segura e fácil.

Gostou das dicas? Compartilhe conosco a sua opinião!

Veja Também

RECEBA NOSSAS NOVIDADES
SIGA O INCRÍVEL SAÚDE
© 2020 - Incrível Saúde